Como Estimular Ainda Mais a Inteligência Do Seu Pequeno Gênio

Como Estimular Ainda Mais a Inteligência Do Seu Pequeno Gênio
5 (100%) 1 vote

Algumas crianças nascem com habilidades especiais que começam a se mostrar logo nos primeiros meses de vida. São os chamados superdotados, que mais tarde vão mostrar um talento acima da média para alguma área, mas, para isso se concretizar, alguém precisa detectar e estimular esses pequenos. E quem melhor para fazer isso do que os próprios pais? Confira como saber se você tem um pequeno gênio em casa e saiba como ajudá-lo a se desenvolver.

Como saber se o meu filho é um superdotado?

Não é somente nas boas notas da escola que se detecta uma criança superdotada. Os pais podem perceber os sinais muito antes da idade escolar, geralmente quando seus pequenos demonstram alguma capacidade muito superior à dos outros de mesma idade. Vale lembrar que essa capacidade pode ser acadêmica – como a dos grandes físicos e matemáticos, criativa – como a dos pintores que mudaram o mundo da arte, ou física – como a dos grandes atletas recordistas. Isso quer dizer que essas três classes podem apresentar características bem diferentes entre si, mas sempre se destacando dos outros coleguinhas da mesma faixa etária. Confira uma série de pistas que podem desvendar se seu filho tem habilidades especiais:

– Andar e falar mais cedo do que a maioria das crianças.

– Ler e escrever de uma forma precoce e, às vezes, até autodidata.

– Ter um vocabulário avançado para a própria idade.

– Ter facilidade para aprender.

– Ter uma capacidade acima do normal para resolver problemas.

– Apresentar uma curiosidade persistente com perguntas avançadas demais para a própria idade.

– Ter senso de humor apurado.

– Ter poder de liderança entre os coleguinhas.

Incentivo e espaço para aprender é tudo o que eles precisam

Caso os papais identifiquem uma ou mais características dessas que foram descritas acima, vale entrar em contato com a escola para pedir orientação. O ideal é que os educadores observem e avaliem as habilidades da criança para indicar o melhor caminho. Se isso não acontecer, os próprios pais podem trabalhar o desenvolvimento do pequeno descobrindo pelo que ele mais se interessa: pode ser uma aula de esporte, um curso em ateliê de artes ou turmas especiais para resolver problemas matemáticos – o importante é garantir que a criança tenha um ambiente especial para desenvolver suas habilidades além da escola regular.

Deixe Seu Comentário