As birras ocorrem pelo fato que as crianças ainda não estão maduras o suficiente para encarar uma frustração.

Isso faz com que esta situação seja adequada para que os pais trabalhem a aceitação da criança, para que ela tenha consciência que as coisas nem sempre será o do jeito que elas desejam.

No momento de birra, não adianta falar ou querer conversar com a criança, pois ela estará ocupada em querer chamar atenção a qualquer custo e não vai ouvir ou assimilar nada do que você falar,

Assim, após a cena passar e a criança estiver mais calma, é um bom momento para que os pais sentem com a criança para conversar, orientar e explicar o que aconteceu. Esta atitude contribuirá para que esses ataques sejam cada vez menos frequentes e essa fase seja superada.

Contudo, para que os pais façam isso, é preciso que os mesmos deem exemplo e se mostrarem que estão controlados.

Não adianta gritar e fazer uma cena semelhante a que a criança está fazendo, pois isso não irá surtir efeito algum e a criança ainda vai pensar que seu comportamento é adequado, entre outras coisas, você precisar dar amor!

Os benefícios de lidar com a birra são crianças com limites, mais obedientes, respeitosas e que cumprem o combinado, com melhor relacionamento com as outras pessoas e até mesmo melhor rendimento escolar.

Dessa forma, as relações familiares serão mais harmoniosas e saudáveis para a formação de um adulto íntegro e de bom caráter.

Como lidar com o Chilique da criança

Se você e a criança estiverem em um lugar não seguro, saim imediatamente , não importa o quanto ele chore ou esperneie.

• Fique calma! Você deve servir como um modelo para o seu filho e quanto mais calma estiver, mais rápido a situação será resolvida .

• Não grite! A criança ficará ainda mais desesperada e isso não irá ajudar.

• Nunca, nunca bate no seu filho!

• Mude para um assunto inesperado que o surpreenda! Com por exemplo, pergunte se ela desejar ganhar um brinquedo ou um sorvete no dia seguinte.

 

Crise dos 2 Anos

A terrível crise dois anos é uma etapa normal em que crianças começam a lutar pela sua independência as birras se tornam rotinas, assim como a criança chorando ou se jogando no choão.

Crianças de dois anos sofrem grandes alterações motoras, intelectuais, sociais e emocionais. Seus vocabulários estão crescendo, eles estão ansiosos para fazer as coisas por conta própria, e eles estão começando a descobrir que devem seguir certas regras.

No entanto, a maioria das crianças de 2 anos ainda não são capazes de se mover tão rapidamente quanto eles gostariam, comunicar claramente suas necessidades ou controlar seus sentimentos. Isso pode levar à frustração, mau comportamento e birras.

Durante este tempo, bem provável que você e seu filho irão perder a paciência com o outro. Tente manter a calma.

Quando a criança começa a ficar preocupada, tente mudar sua atenção. Se você estiver em público, leve seu filho de lado sem discussão ou barulho e espere até que ele se acalme antes de continuar com sua atividade.

Além disso, evite situações desafiadoras – como ir às compras durante o tempo que seu filho dorme após o almoço- e não se esqueça de elogiar o seu filho para o comportamento apropriado.

Ao aceitar as mudanças que seu filho está passando e mostrando-lhe amor e respeito, você vai aprender a lidar com as birras e ajudar seu filho a passar por esta fase tão difícil com confiança.

 

Saiba mais:

Como acabar com as birras